Categorias
Saúde

Demência Senil: Existe uma cura?

Demência Senil: Existe uma cura?

O que é Demência Senil?

Demência senil refere-se a uma deterioração da função intelectual, por interferir com as tarefas normais da vida. O termo demência só é usado quando a pessoa tem duas ou mais faculdades mentais diminuídas ou nulas. Mas todos estamos destinados a sofrer de demência senil?
Nem todos temos a vida escrita em um papel. Estudos mostram que 6% das pessoas com 60 anos ou mais sofrem de demência e 70% dos casos estão relacionados com a doença de Alzheimer.

O que é a demência?

Recordemos que a demência é um nome dado a um grupo de sintomas e que existem várias doenças que causam demência.

Demência Senil Sintomas:

As pessoas que padecem desta doença apresentam perda de memória, linguagem, percepção e raciocínio, o último a ser diminuído são transtornos no controle do comportamento emocional da pessoa.

O que acontece com as pessoas com demência?

  • Perdem a memória
  • Têm dificuldade para: comunicar e pensar
  • Eles não podem reconhecer: as pessoas ou objetos

É como se perdessem as informações que foram coletadas ao longo de sua vida, no entanto todos esses sintomas não aparecem da noite para o dia, essa condição vai deteriorando a vida do paciente, pouco a pouco, até levá-lo a dependência.

Qual é a diferença entre Alzheimer e Demência Senil?

A diferença é que a doença de Alzheimer é a forma mais comum de demência. Realmente demência pode ser causada por várias doenças, mas 70 % dos casos são da doença de Alzheimer.

Mas, se esta condição implica em danos das células cerebrais onde se fala de danos internos ou às vezes de danos externos, como no caso da doença de Alzheimer, que ocorre quando há danos internos.

Existe tratamento para a Demência Senil?

Demência Senil: Existe uma cura? 1

Sim existem, mas eles só ajudam o paciente a levar uma vida relativamente funcional durante a doença. Os medicamentos administrados trabalham para retardar a deterioração do cérebro. Assim como o Alzheimer não há cura para a demência, só a demência do tipo vascular, que é uma das poucas demências que se podem prevenir, evitando ou controlando os fatores de risco como hipertensão arterial, hipercolesterolemia ou diabetes, para reduzir as chances de desenvolvê-la no futuro.

Finalmente, algumas recomendações:

  • Evite o uso de espelhos na casa, pode ser que a pessoa se assuste por não poder reconhecer a si mesmo.
  • Coloque as coisas que essa pessoa usa sempre no mesmo lugar.
  • Mantenha a pessoa longe de qualquer produto ou objeto perigoso, é melhor colocar travas de segurança específicas em gavetas e armários.
  • Não discuta com ele ou ela quando fizer perguntas ou comentários sem sentido.
  • Insista na leitura de acordo com as habilidades e preferências da pessoa (jornais, revistas, romances).
  • Dê-lhes todo o tempo que precisa para pensar e responder.
  • Use pratos, copos de plástico e evite objetos cortantes ou perfurantes.
  • Tenha calendários, listas de telefones comuns e relógios de fácil visualização.
  • Habitua-se a dizer-lhe o que estamos fazendo para integrá-lo a atividade: por exemplo, – vamos dar banho no animal de estimação, vamos regar as plantas do jardim , etc. – Apesar de não responder, a pessoa sente que está a participando na atividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *